domingo, novembro 27, 2011

ja quase que nada que vem de ti ultrapassa a realidade




já quase que nada que vem de ti resiste ao assombro


já quase que nada que vem  de ti

quinta-feira, novembro 17, 2011

#21 _Projecto Poemagem (2º)



Photo by Adriana O. / Texto de Cris H.




O silêncio pendura-se nas últimas palavras; naquelas que só soubeste dizer enquanto esperavas que o descanso te arrefece, nessa tua forma de estar não estando
























domingo, novembro 06, 2011

#20 _Projecto Poemagem (2º)

...e de repente todas as mãos se fecharam e todos os gritos cessaram na perfeição de um poema.



Photo by Adriana O. / Texto de Cris H.