domingo, outubro 12, 2008

"A ansiedade é uma corda à volta da garganta. Impede-me os movimentos, prende-me os pensamentos, entrega-me ao abandono. O dia fere. Só a noite, com a sua misericórdia, me traz algum alívio. "






eduardo bragança
Zoom duma tela de
Eduardo Bragança




Acordei com a dor e a fúria dos dias gastos.
Que fazer?
Talvez...