sexta-feira, março 21, 2008

Por 365 dias de Poesia dou-te este dia...



“O poema não tem estrofes, tem corpo, o poema não tem versos, tem sangue, o poema não se escreve com letras, escreve-se com grãos de areia e beijos, pétalas e momentos, gritos e incertezas"

*
José L. Peixoto






Photobucket

Técnica Mista
por
Antoni Tàpies (ver)
*
*
Abrir as palavras
detê-las
constantemente no encruzilhar dos teus dedos;
ou, do sinal do provir,
do relançar
para além...
há sempre a luz do "não" dito,
ou somente o desejo
de omitir -
com os lábios tudo se diz em luz
aberta,
só os fechamos quando o olhar nos trai.

4 comentários:

Anónimo disse...

FELIZ DIA DA POESIA.... com JLP ainda sabe melhor...
Abraço
*Stephe*

Baudolino disse...

O poema escreve-se com tudo, até com o frio que toma conta de nós quando já não nos corre sangue quente nas veias.
Abraço
P.

Por entre o luar disse...

Gostei muito..voltarei concerteza:)

Beijinho e sorrisito=P

blue kite disse...

Já aqui vim várias vezes para comentar este post mas depois não sai nada.

Sobre o Zézito está tudo dito. É uma espécie de insustentável densidade ou algo assim.

Sobre o resto, apenas a contemplação.

Bjs e walk on