quinta-feira, junho 07, 2007

. taken by me in Casa da Música
"Não vás
E não
fui. Ainda que todo o dia, toda a vida, tivesse esperado aquele instante, único entre todos os instantes, ainda que tivesse imaginado o mundo ao pormenor depois da fronteira pequena daquele instante, não fui. Não vás. [...]"
+
José Luís Peixoto
*in
Nenhum olhar

8 comentários:

Rose_ disse...

Vai. Vai sempre.

blue kite disse...

Eu sei o quanto isto é especial. Como o momneto foi especial (pessoa certa an cidade certa). Como um dia ainda vai ser mais especial.

aquele abraço

Maurette Brandt disse...

Brugna, obrigada pelo carinho e pela frase! Mandei-te algo, espero q tenhas lido. E diz-me tudo o q tu achaste, tá bem? Bjs Maurette

Maurette Brandt disse...

Amiga querida,
Como sempre, és precisa. Obrigada pelo poema perfeito para o caso em questão e obrigada por teu carinho
Maurette

Beguinha disse...

E quando voltares, fica um instante...

AM disse...

Dizer adeus mas não partir... é um problema...

Joana disse...

José luís peixoto...não pacheco:)

Sombr|A|rredia disse...

tnkx Joana
:)
Já emendei !