terça-feira, maio 30, 2006

Sequences..




O amor

.

.


é só
.
..
um estremecimento de azul
.
.
photos taken by me
@
[Excerto do poema "Perto do centro" de António Manuel Pina ]

segunda-feira, maio 15, 2006

Eternamente...


“...E de novo acredito que nada do que é importante se perde

verdadeiramente.

Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos
instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os
amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram.

Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."


Miguel Sousa Tavares

#
...
ou o destrancar de velhas portas,
que sem dobradiças

não se quiseram fechar...

#

terça-feira, maio 09, 2006



#
... com a sombra se apagaram ________todas
as
-------------------------- velas;
SÓ ficou a tua
por ser
-------talvez
a que eu menos conhecesse



Eu sei que se tocasse
com a mão aquele canto do quadro
onde um amarelo arde me queimaria nele
ou teria manchado para sempre de delírio
a ponta dos dedos
*
Ferreira Gullar



taken by me
Porto

Quero uma vida em forma de areia nas minhas mãos
[...]
Quero uma vida em forma de ti
E tenho-a mas ainda não é bastante
Eu nunca estou contente.
Boris Vian