terça-feira, março 21, 2006

"Contra a Poesia dura"

É nOiTe...
tresparecem os dias contados sem poesia
e sem rumo
(ou com rumo errado)...

@foto de autor desconhecido
Basta de estrelas
e de nuvens
e de pássaros.
Falemos antes de gaiolas
que é tempo de conquistar o céu.
.
.
António Ramos Rosa

9 comentários:

Fernanda Carvalho disse...

Gosto do "ensemble".
Boa escolha!
Fernanda

Beguinha disse...

As palavras certas para momentos incertos.

Musician disse...

Bonito, muito! =)

stephe disse...

Sempre marcante usando a palavra certa...

BloodyMary disse...

E o meu olhar perdeu o rumo na foto...

À noite a poesia é um não ser e o rumo é ofuscado pela ausência de luz.

Espera pela manhã...ela chegará e indicará o correcto.

moon between golden stars disse...

Os dias sem estrelas sao pouco mágicos... deixa-as a pairar no tecto do teu quarto e verás que a poesia volta!

uM ABRAÇO

Sistermoonshine disse...

O que fazem essas asas sobre o dorso desse "Pássaro morto"? Pois se não voam, servem de quê?...

Jane & Cia disse...

São belas as palavras e fortes as intenções.
Que belo sopro.
Fica cá dentro!

rose disse...

Todos os dias têm poesia...

Um beijo