sexta-feira, setembro 02, 2005




taken by me
CAIS DE GAIA


Atrás de meus olhos
dorme uma lagoa profunda
e o céu que trago na mente
meu vôo jamais alcança.
Há no meu corpo um incêndio
que queima sem esperança
a própria terra que piso
vira um abismo e me come.
[...]
.
.
Ferreira Gullar
.
.
.
E porque escolhi eu um poeta brasileiro?
Pelo simples facto de que me foi dado a conhecer
por uma amiga também ela da mesma pátria
do poeta (beijim bigalhão pra ti Cris e outro pró Pablo)
e porque com este post,
quero dar um abraço bem forte à Lili *

9 comentários:

Musician disse...

Bons gostos, o poema é lindissimo :) E as fotos estao mt bem!
Gostei do post.
Um beijo*

João Garcia Barreto disse...

Estive no cais de Gaia a semana passada. De facto, é um local fascinante...

TMara disse...

Tmb não conhecia. Obrigada. Bjs e;)

BloodyMary disse...

Concordo com os comentários anteriores: belo poema e excelentes fotos...mais uma vez!
Continua!
Beijos*

cris disse...

adorei isso! o gullar é mesmo gênio! brigada pela lembrança :) bjs daqui do Brasil!

Sistermoonshine disse...

Também eu gosto bastante do Gullar, que bela lembrança tiveste de o pôr no teu blog...

Quanta água pinta de verde os espelhos das manhãs...

jls disse...

Gostei do teu cais. Por ser onde é, talvez :) E venho propor-te um desafio, que a mim me foi proposto com a intenção de, pouco a pouco, quem anda pela blogosfera se dar a conhecer um poucochinho mais e melhor. Assim, "madrinha", visita o teu "afilhado" Mar Revolto que logo percebes o que lá está para ti :) Beijos.

sombr|A|rredia disse...

Gostei da parte da "madrinha"
hiihhiih

K*iss

TMara disse...

Bom fs. Passa lá por casa, precisamos de ti. Bjs e