sábado, julho 30, 2005


-------------------------------------
Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali


A principio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes,
atravessaram o meu peito

se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca

floresceram comigo.
.
.
-------Vinícios de Moraes
:
:
:
:
Atrás dos meus medos se uniu
um fulgor de fuga e liberdade.
.
Sei-o porque assim aconteceu...
.
ou porque assim o ansiava ardentemente...

5 comentários:

Rita disse...

excelente cor. lindo =) beijo

paula. disse...

Esse poema é lindíssimo... :-)
Posso lê-lo um milhão de vezes que será sempre como a primeira vez que o li...
O post é dos mais bonitos que aqui deixáste.

Beijinho C

paula.

moon between golden stars disse...

Deixaste em mim uma vontade de reler este teu post uma infinidade de vezes e outras tantas mais... mágico, incrivelmente mágico!!!

Um abraço

Beguinha disse...

Como sempre imagem e palavras em perfeita sintonia: um sopro de prazer!

TMara disse...

belíssimo post. Bjs e ;)