segunda-feira, julho 11, 2005



taken by Téte. // clicar pra «VER»

.
.
.
Destruímos sempre aquilo que mais amamos
em campo aberto, ou numa emboscada;
alguns com a leveza do carinho
outros com a dureza da palavra;
os cobades destroem com um beijo,
os valentes, destroem com a espada.
.
.
Oscar Wilde, Balada do Cárcere de Reading

2 comentários:

notanymore disse...

belo.

moon between golden stars disse...

E quando nos apercebemos... às vezes ainda podemos remediar a situação... noutras já vamos tarde demais... demasiado tarde infelizmente...

Um abraço mágico