quarta-feira, julho 13, 2005

O silêncio pendura-se nas últimas palavras;
naquelas que só soubeste dizer enquanto esperavas
que o descanso te arrefesse,
nessa tua forma de estar não estando.
.
Prefiro o frio da palavras ao calor da ilusão...




...E ouve-se o silêncio descer pelas vertentes da tarde
chegar à boca da noite
e responder.

.
:
Ruy Belo in Aquele grande rio Eufrates


7 comentários:

Anónimo disse...

:-)

paula.

moon between golden stars disse...

Chiuuuu... silêncio...
Um abraço

rose_ disse...

"... que a saudade não segura e a razão não serena..."

Rita disse...

o silêncio tem muito que se lhe diga.. ;) **

TMara disse...

felizes os k conseguem OUVIR o silêncio. Bom f.s

João Garcia Barreto disse...

Gostei da montagem, assim como as palavras que colocaste no post...

Byron Copple disse...

I hope you are well!