domingo, abril 24, 2005

Nocturno

A arte já sabemos nasce
da imperfeição das coisas
que trazemos para casa
com o pó da rua
quando a tarde finda
e não temos água quente
para lavar a cabeça.
Tentamos regular
com açudes de orações
o curso da tristeza
mudamos de cadeira
e levamos a noite
a dizer oxalá
como se a palavra
praticasse anestesia.


José Miguel Silva
Ulisses já não mora aqui
& etc.

"Atrás"
Técnica mista sobre papel
Trabalho gentilmente cedido por Cristiane Alcântara

:)
ehheehhe
[cadê você?....Beijins ]

Sem comentários: