quarta-feira, janeiro 26, 2005

onde só em janeiro as há...


take by sombrArredia __dum alto duma cidade
[...]
e uma melancolia grave como um horizonte longínquo.
E um choro para dentro,estúpido e terno.
[...]
Vergílio Ferreira in "Pensar"

Passos inéditos que me foram empurrados
e só compreendidos no fim...
Segui o que tinha que seguir naquela manhã
e descobri que a luz e o som andam de mãos dadas
para extinguir o que não se viveu até hoje.
"O vento, esse zumbido interior perseguir-te-à sempre",
só tenho que o sincronizar entre o gesto e o acordar,
entre o olhar e o adormecer.
(mas
até lá
é provável que me perca novamente).

Sem comentários: