domingo, dezembro 26, 2004


Porto num tempo quase desnecessário
taken by SombrArredia





EM-TODAS-AS-RUAS-TE-ENCONTRO-E-EM-TODAS-AS-RUAS-TE-PERCO
______________Mário Cesariny in Pena Capital

5 comentários:

Anónimo disse...

O tempo é sempre desnecessário...as horas apenas um sopro...

paula. disse...

Gosto muito, muito desse poema.
Muito.
.
A foto...é uma parede certo?
Paredes não podem ser coisas boas rs... ;)
Protegem mas também cercam. Limitam. Principalmente as que somos nós quem erguemos.
.
Só são desnecessários os tempos que não são verdades.
Os outros sobram-nos para aprender...talvez. Se deixarmos.

Beijos

sombr|A|rredia disse...

e o que é necessário?

Anónimo disse...

Todo o tempo é necessário no Porto...

--,-<@

floreca disse...

O Porto é lindo...

Um Feliz 2005, com tudo aquilo que realmente for importante para ti :-)

(sem cinismos...)