sábado, outubro 09, 2004


sobre cinzas


Implorando o sopro do ser divino,
o sopro que me dá vida
o sopro de muita idade,
o sopro das águas,
o sopro das sementes,
o sopro da fecundidade,
o sopro da abundância,
o sopro do poder,
o sopro da força,
o sopro de todas as espécies de sopro
pedidndo o seu sopro,
inspirando o seu sopro no calor do meu corpo,
incorporando o teu sopro
para que vivas sempre luminosamente.
_______________Poemas Ameríndios

Sem comentários: