segunda-feira, outubro 11, 2004





(...)Sei porque tive que vir: para escapar ao que me sufocava. Como se não outro lugar, outra cidade.(...) Agora devo esperar que algo aconteça, sem ter a mînima certeza de que vai acontecer, com a angústia acrescida de que algo aconteça sem que eu dê por isso (...)
__________________________Pedro Paixão in "Quase que gosto da vida que tenho"
...talvez seja então só isto que me resta...o de copiar as palavras dos outros para expressar o que sinto @sombrArredia

Sem comentários: